Super Frases

Alceu Valença - Erosão
Terça-Feira, 20.05.2008, 10:59am (GMT-3)

Roendo as unhas, Amélia
Lutava no pensamento
Pensando fosse possível
Fazer o tempo parar

Num quarto escuro, fechada
Com a chave da virgindade
Fora, o vento rói os montes
Na cama da erosão

Quem foge porque é noite
Não vê o dia raiar
Por mais que fuja traz presa
A madrugada no calcanhar

O relógio dá alarme
Despertador de Amélia
Jura ao velho travesseiro
Seus ponteiros acertar

Roendo as unhas, Amélia
Roendo as unhas, Amélia