Super Frases

Antonio Marcos - Gaivotas
Quarta-Feira, 21.05.2008, 07:38pm (GMT-3)

EU QUANDO SAIO PELO MAR AFORA
FAÇO DE CONTA QUE JÁ VOU EMBORA
MAS APENAS FICO NAS MENTIRAS
QUE MATAM POR MOMENTOS DESVENTURAS

TANTAS GAIVOTAS RODIANDO O BARCO
COMO CRIANÇAS RODIANDO ADULTOS
GAIVOTAS E CRIANÇAS SE MISTURAM
E FAZEM DO MEU BARCO A MINHA CALMA

MEU CORPO BALANÇA SOBRE AS ÁGUAS
E O OLHAR SE AFOGA NO MEU PRANTO
É QUE EU BEM DISTANTE LÁ DA TERRA
NÃO COMPREENDO GENTE QUE MALTRATA E ERRA

MINHAS MÁGOAS, TANTAS FRUSTRAÇÕES
EU VOU DEIXAR NESTE MAR QUANDO ANOITECER
E LÁ EM CASA NINGUÉM VAI SABER
QUANDO EU CHEGAR VOU SORRIR E ADORMECER

QUANDO EU PARO O BARCO EM ÁGUAS MANSAS
OLHO DE REPENTE PRA ALTURAS
E PERCEBO EM MEIO A NUVENS BRANCAS
UMA GAIVOTA CALMA E SOLITÁRIA

ELA DEVE ESTAR OLHANDO O MUNDO
E TOMANDO CONTA DAS PESSOAS
ESTA GAIVOTA É IMPORTANTE
É PENA QUE ELA FIQUE TÃO DISTANTE

EU PERDIDO EM TANTOS PENSAMENTOS
ME PERGUNTO AS VEZES SE ELA SABE
QUE O AMOR SE PERDE POR DINHEIRO
E O HOMEM SE DESTROI NO MUNDO INTEIRO

MAS LÁ EM CASA NINGUÉM VAI SABER
QUANDO EU CHEGAR VOU SORRIR E ADORMECER