Menu
Amizade
Amor
Aniversário
Chat
Clipes
Comemorativas
Cumprimentos
Datas Comemorativas
Desculpas
Felicidade
Frases Diversas
Humor
Letras de Música
 » A
 » B
 » C
 » D
 » E
 » F
 » G
  » Gonzaguinha
  » Gabriel o Pensador
  » Gal Costa
  » Geraldo Azevedo
  » Gilberto Gil
  » Guilherme Arantes
 » H
 » I
 » J
 » K
 » L
 » M
 » N
 » O
 » P
 » Q
 » R
 » S
 » T
 » U
 » V
 » W
 » X
 » Y
 » Z
 » 0-9
Mural de Recados
Pára-choque
Reflexão
Relacionamento
Religiosas
Sabedoria
Saudade
Toques Grátis
Profissões


 
Letras de Música » G » Gilberto Gil 

Gilberto Gil - Cibernética

Lá na alfândega Celestino era o Humphrey Bogart
Solino sempre estava lá
Escrevendo: "Dai a César o que é de César"
César costumava dar

Me falou de cibernética
Achando que eu ia me interessar
Que eu já estava interessado
Pelo jeito de falar
Que eu já estivera estado interessado nela

Cibernética
Eu não sei quando será
Cibernética
Eu não sei quando será

Mas será quando a ciência 
Estiver livre do poder
A consciência, livre do saber
E a paciência, morta de esperar

Aí então tudo todo o tempo 
Será dado e dedicado a Deus
E a César dar adeus às armas caberá

Que a luta pela acumulação de bens materiais
Já não será preciso continuar
A luta pela acumulação de bens materiais
Já não será preciso continuar

Onde lia-se alfândega leia-se pândega
Onde lia-se lei leia-se lá-lá-lá

Cibernética
Eu não sei quando será
Cibernética
Eu não sei quando será

Enviar esta Frase / Mensagem para Alguém

Comentários (0)        Imprimir        Topo

Mais Frases / Mensagens:
. Gilberto Gil - Chiclete com banana (12.05.2008)
. Gilberto Gil - Certeza (12.05.2008)
. Gilberto Gil - Casinha Feliz (12.05.2008)
. Gilberto Gil - Carta a mãe (12.05.2008)
. Gilberto Gil - Cara a cara (09.05.2008)
. Gilberto Gil - Canção da moça (09.05.2008)
. Gilberto Gil - Cada tempo em seu lugar (09.05.2008)
. Gilberto Gil - Cada Macaco no seu galho (09.05.2008)
. Gilberto Gil - Belo Dia (09.05.2008)
. Gilberto Gil - Batmakumba (09.05.2008)

 
Buscar